25ºC max
16ºC min
Clima em Ibaiti-PR
PRINCIPAL
NOTÍCIAS
POLICIAL CIVIL VEREADOR DE IBAITI É PRESO NOVAMENTE.

Um vereador de Ibaiti, no Norte Pioneiro do Paraná, foi preso preventivamente em uma operação realizada pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR) nesta quinta-feira (15). O parlamentar, que também é investigador da Polícia Civil, é suspeito de vazar informações sigilosas de investigações.

Elielson Carlos Araújo (PTB) foi preso, por tempo indeterminado, por policiais do Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). A operação, denominada de Perjúrio, também cumpriu um mandado de busca e apreensão contra o suspeito.

O MP-PR esclareceu que antes da deflagração de medidas cautelares determinadas pela Justiça, o vereador repassava informações sigilosas para auxiliar os suspeitos investigados e frustrar o cumprimento das ordens.

A promotoria também descobriu que o suspeito falsificava documentos e facilitou a fuga de presos registrada em fevereiro deste ano no município.

O MP-PR contou ainda que não foi a primeira vez que o vereador teve prisão preventiva decretada. Na operação Alcova, deflagrada em 2016,ele já tinha sido preso por envolvimento em prática de crimes de exploração sexual de menores.

A promotoria entrou com uma ação por improbidade administrativa contra o investigador, já que ele é agente político.

Ele foi levado pela Corregedoria da Polícia Civil e ficará preso em Curitiba.

 

Vereador eleito é preso acusado de pedofilia

Agentes do Núcleo Regional do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) prenderam na manhã de sexta-feira, 14, em Ibaiti, o policial civil Elielson Carlos Araújo, 45. A prisão do investigador e vereador eleito nas últimas eleições municipais faz parte da primeira fase da Operação Alcova, deflagrada pelas Promotorias de Justiça de Ibaiti para investigar crimes de favorecimento à prostituição de adolescentes na cidade.

Elielson Carlos Araújo, o Tiguera foi preso na manhã da sexta-feira 14 de outubro de 2016, em operação do Gaeco

De acordo com o promotor de Justiça Francisco Ilídio Hernandes Lopes, as investigações tiveram início em setembro e ainda não foram concluídas. "Os trabalhos começaram a partir de uma interceptação telefônica, que nos levaram ao nome de uma mulher que seria a dona de uma casa de prostituição na cidade,então confirmamos a suspeita de que adolescentes estariam sendo agenciadas para práticas sexuais. O local foi fechado e a proprietária presa. Também identificamos algumas pessoas que, em tese, teriam realizado programas com essas adolescente se que tiveram as prisões decretadas pela Justiça. As investigações, no entanto, prosseguem, e correm sob segredo de Justiça", explica Lopes.

A ação do Gaeco contou com o apoio da Corregedoria da Polícia Civil e da Promotoria de Justiça de Ibaiti. O policial civil Elielson Carlos Araújo foi levado para a carceragem da Delegacia de Furtos e Roubos de Curitiba.

Em nota, a Polícia Civil informa que: "Em paralelo ao procedimento criminal do Ministério Público será aberto um processo administrativo disciplinar pela Corregedoria da Polícia Civil para apurar o caso. A direção da Polícia Civil enfatiza ainda que qualquer ato em desconformidade com as regras de conduta contidas nas leis e no estatuto da Polícia Civil será rigorosamente apurado, com pena de demissão do servidor público".

A reportagem não localizou o advogado do policial civil para comentar a sua prisão.

Perfil

Elielson Carlos Araújo foi policial militar, e está há 16 anos na Polícia Civil. Nas últimas eleições, ele conquistou uma das nove cadeiras do Legislativo Municipal pelo PTB sendo eleito com 325 votos. Araújo é casado pela segunda vez, e tem três filhos.

TIPO:  politica 
FOTOS
Últimos Acontecimentos
Todos os direitos reservados a Informativo a Voz de Ibaiti